10 poses de ioga que podem melhorar a saúde da sua tireóide

10 poses de ioga que podem melhorar a saúde da sua tireóide

O yoga pode ajudar sua tiróide?

Yoga traz muitos benefícios para sua saúde e bem-estar geral. Pode equilibrar sua energia, aumentar a flexibilidade e aliviar o estresse. Existe uma conexão entre o estresse e o hipotireoidismo, mas certas posturas de yoga são pensadas para equilibrar as tireóides que são pouco ativas ou superativas.

Vários estudos mostraram o efeito positivo do yoga na melhora da função da tireóide. Tenha em mente que essas poses não podem curar seu desequilíbrio da tireóide. Yoga é considerado uma terapia complementar. Não deve ser usado como um substituto para quaisquer terapias ou medicamentos que você esteja passando atualmente.

Procure um professor de yoga qualificado que possa ajudá-lo a montar uma seqüência personalizada que será benéfica para sua condição. Verifique com seu médico antes de iniciar qualquer programa de ioga.

Poses de ioga para a sua tireóide

A maioria dessas poses é considerada estimulante da garganta. Acredita-se que eles melhorem a circulação e o fluxo de energia ao redor da tireoide, além de alongar e fortalecer o pescoço.

Certifique-se de honrar as limitações do seu corpo. Seja gentil e fácil consigo mesmo. Você pode ajustar ou modificar as poses para atender às suas necessidades. Você não precisa fazer todas as poses em uma sessão. Você pode tentar uma pose ou duas ao longo do dia.

1. shoulderstand suportado

Shoulderstand é frequentemente a primeira pose que é sugerida para tratar a tiróide. Como é uma inversão, estimula o fluxo sanguíneo para as glândulas na parte superior do corpo. Acredita-se que isso tenha um efeito positivo na eficiência da tireóide. Além disso, acredita-se que a maneira como seu queixo é dobrado em seu peito nessa posição beneficia a função da tireóide.

  1. Você pode usar uma toalha dobrada ou cobertor sob seus ombros para apoio.
  2. Traga os ombros até a borda do cobertor e deixe a cabeça descansar no tapete.
  3. Deite-se de costas com os braços ao lado do corpo e as palmas voltadas para baixo.
  4. Pressione os braços e de volta no chão para apoio.
  5. Em uma inspiração, levante as pernas até noventa graus.
  6. Lentamente exale e traga as pernas sobre a cabeça.
  7. Seus pés podem se equilibrar no ar.
  8. Traga as mãos para a parte inferior das costas para apoiar o seu corpo.
  9. Mantenha os dedos apontando para os quadris com os dedos de ambos os lados da coluna.
  10. Levante as pernas em direção ao teto.
  11. Procure manter seus ombros, coluna e quadris em uma linha, se possível.
  12. Você também pode manter seus quadris longe do seu corpo em um ângulo.
  13. Mantenha o queixo preso no peito enquanto mantém o pescoço em uma posição.
  14. Solte a pose soltando lentamente as pernas de volta sobre a cabeça.
  15. Traga os braços para trás ao lado do corpo.
  16. Em uma inspiração, enrole lentamente as vértebras da coluna pelas vértebras e levante as pernas em noventa graus.
  17. Expire enquanto abaixa as pernas no chão.

Esteja atento ao pescoço durante essa postura e interrompa a prática se tiver algum desconforto. É aconselhável que você aprenda essa postura sob a tutela de um professor que tenha um forte conhecimento de alinhamento. Lembre-se que esta postura não é recomendada a todos devido à possibilidade de lesão.

2. pose de arado

No arado, acredita-se que sua tireoide receba o mesmo estímulo que faz no ombro. Você pode achar mais fácil fazer o arado.

  1. Deite-se de costas com os braços ao lado do corpo e as palmas voltadas para baixo.
  2. Pressione os braços e de volta no chão para apoio.
  3. Em uma inspiração, levante as pernas até noventa graus.
  4. Lentamente exale e traga as pernas sobre a cabeça.
  5. Traga as mãos para a parte inferior das costas para apoiar o seu corpo.
  6. Mantenha os dedos apontando para os quadris com os dedos de ambos os lados da coluna.
  7. Você pode colocar um travesseiro ou bloco sob seus pés se eles não alcançarem o chão.
  8. Mantenha as mãos nos quadris se os pés não tocarem no chão ou no apoio.
  9. Se estiver confortável e seus pés estiverem apoiados, você pode trazer os braços ao lado do corpo ou entrelaçar os dedos na frente dos quadris. Você também pode trazer seus braços para cima.
  10. Solte a postura, colocando os braços no chão ao lado do corpo.
  11. Lentamente inspire para levantar as pernas e realinhar a coluna ao longo do chão.
  12. Expire para abaixar as pernas no chão.

Você pode usar travesseiros para apoiar seus pés se eles não chegarem até o chão.

3. Pose de peixe

A pose de peixe é a perfeita contra-postura para o ombro. É mais acessível e também pode ser feito sozinho.

  1. Sente-se em suas nádegas com as pernas estendidas à sua frente.
  2. Mover para um lado de cada vez para que você possa colocar as mãos debaixo de suas nádegas.
  3. Encare as palmas das mãos e os dedos voltados para os dedos dos pés.
  4. Desenhe seus cotovelos um no outro e abra seu peito.
  5. Lentamente, incline-se para trás em seus antebraços e cotovelos.
  6. Mais uma vez, abra o peito o máximo possível e pressione em seus braços para ficar levantado.
  7. Deixe cair a cabeça para trás se você se sentir confortável.
  8. Solte-se levantando a cabeça, soltando as mãos e deitando-se de costas.

Acredita-se que a postura e a postura dos ombros sejam mais eficazes para melhorar a função da tireóide. Quando você deixa a cabeça para trás em pose de peixe, você estimula a tireóide expondo a área da garganta.

4. Legs-up-the-wall pose

Viparita Karani, ou pose de pernas para cima, é uma inversão restaurativa. Não exerce pressão sobre o pescoço e é adequado para a maioria das pessoas. É uma excelente escolha, pois é passiva e ajuda a restaurar o equilíbrio.

  1. Use um cobertor dobrado ou um travesseiro firme embaixo de seus quadris como apoio.
  2. Adicione mais altura ao suporte se você for mais flexível.
  3. Sente-se com o seu lado direito contra a parede.
  4. Levante as pernas ao longo da parede ao mesmo tempo em que você se deita.
  5. Suas nádegas podem estar contra a parede ou a alguns centímetros de distância.
  6. Experimente encontrar a altura e a distância que funcionam para você.
  7. Suavize sua garganta enquanto relaxa o pescoço e o queixo.
  8. Você pode manter os braços ao lado do corpo, acima da cabeça ou em qualquer posição confortável.
  9. Permaneça nesta posição por até 20 minutos.
  10. Você pode realizar uma variação permitindo que as pernas se abram para os lados ou unindo as solas dos pés e dobrando os joelhos.
  11. Solte a pose, empurrando-se para longe da parede.

Esta postura é pensada para aliviar o estresse que pode contribuir para o desequilíbrio da tireóide. Tente manter essa postura por pelo menos 5 minutos de cada vez.

5. pose de gato-vaca

Acredita-se também que o movimento fluido na postura de gato-vaca estimula sua tireoide. Trazer o queixo para o peito e depois expor o chakra da garganta leva o fluxo sanguíneo para essa área.

  1. Venha de quatro com os pulsos diretamente sob os ombros e os joelhos sob os quadris.
  2. Mova seu peso para frente e para trás e para os lados.
  3. Em seguida, retorne ao centro e garanta que você tenha o mesmo peso em todos os quatro pontos.
  4. Inspire e deixe sua barriga se encher de ar e cair em direção ao tapete.
  5. Olhe para o teto e alongue o pescoço e a garganta.
  6. Expire e desenhe seu umbigo na sua espinha.
  7. Enfie o queixo no peito enquanto você se ergue e gira a coluna em direção ao teto.
  8. Permita que sua respiração guie o movimento.
  9. Continue esse movimento de fluxo por alguns minutos.
  10. Liberte afundando na postura da criança por alguns momentos.

Esta pose é pensada para beneficiar a circulação do líquido espinhal. Acredita-se que isso aumenta a clareza mental e aumenta a energia. Concentre sua consciência em sua área da garganta enquanto você se move através desta pose.

6. pose de barco

A posição do seu pescoço em pose de barco é dito ter uma influência positiva sobre a tireóide.

  1. Sente-se no chão com as pernas estendidas à sua frente.
  2. Coloque as mãos no chão ao seu lado.
  3. Lentamente, incline ligeiramente a parte superior do corpo para trás.
  4. Mantenha a coluna ereta e o queixo para dentro do peito.
  5. Equilibre seus dois ossos sentados e seu cóccix.
  6. Dobre os joelhos antes de levantar as pernas no ar.
  7. Endireite os joelhos se for possível.
  8. Traga os dedos dos pés um pouco mais alto que o nível dos olhos.
  9. Levante os braços para que fiquem paralelos ao chão com as palmas voltadas uma para a outra.
  10. Você pode segurar as costas das coxas ou manter as mãos no chão, se for mais confortável.
  11. Envolva seu núcleo enquanto mantém sua respiração profunda e relaxada.
  12. Fique nesta pose por até 1 minuto.
  13. Solte a pose dobrando os joelhos no peito.
  14. Continue equilibrando em seus ossos sentados.
  15. Abrace as pernas e abaixe a cabeça por alguns instantes.

Mantenha o queixo ligeiramente dobrado enquanto respira firmemente nesta pose. Fique de pé e evite recuar demais. Você pode modificar a pose dobrando os joelhos.

7. pose de camelo

A forte extensão do pescoço em pose de camelo é dito para estimular a glândula tireóide e aumentar a circulação para esta área.

  1. Venha de joelhos com os pés estendidos atrás de você.
  2. Mantenha seus joelhos, quadris e ombros em uma linha.
  3. Coloque as mãos na base da coluna com os dedos voltados para baixo.
  4. Mantenha seus dedos mindinhos de cada lado da sua espinha.
  5. Desenhe os cotovelos um em direção ao outro e abra o peito.
  6. Continue pressionando as coxas e quadris para a frente enquanto você se inclina para trás lentamente.
  7. Deixe a cabeça cair para trás se for confortável.
  8. Se você se sentir apoiado, pode voltar a segurar os tornozelos.
  9. Você pode ir para os dedos dos pés para facilitar o alcance.
  10. Se você é muito flexível, pode andar mais com as pernas.
  11. Traga as mãos de volta para a parte inferior das costas antes de levantar para liberar a pose.
  12. Relaxe na postura da criança ou no cão virado para baixo.

8. pose de cobra

Pose de cobra traz estimulação suave para a glândula tireóide. Não é tão intenso quanto algumas poses que te inclinam a cabeça para trás. Dito isso, não há problema em liberar totalmente o pescoço nessa postura e deixá-lo cair de volta. Faça isso apenas se se sentir confortável.

  1. Deite-se de bruços com as mãos por baixo dos ombros e as palmas das mãos para baixo.
  2. Esprema os cotovelos no lado do peito.
  3. Pressione as palmas das mãos ao sentir a energia dos polegares recuando. Sinta a energia dos seus dedos mindinhos se movendo para frente.
  4. Em uma inspiração, levante lentamente a cabeça, o peito e os ombros.
  5. Venha a meio caminho, ou até o fim.
  6. Mantenha uma ligeira flexão nos cotovelos.
  7. Se estiver confortável, você pode deixar sua cabeça cair para trás.
  8. Solte a pose trazendo sua cabeça de volta ao centro.
  9. Ao expirar, abaixe lentamente de volta para o tapete.
  10. Relaxe seus braços ao lado do corpo.
  11. Agite suavemente os quadris de um lado para o outro para liberar a parte inferior das costas.

Você também pode manter a cabeça voltada para a frente e torcer o pescoço de um lado para o outro. Vire-se para olhar por cima de um ombro e olhe para os seus pés. Volte ao centro e vire para o lado oposto.

9. pose de proa para cima (roda)

Pose de roda é acreditado para ser um abridor de coração, o que significa que lhe dá energia. Também estimula o fluxo de energia para a área da tireóide quando o pescoço se abre.

  1. Deite-se de costas e dobre os joelhos para aproximar os calcanhares do corpo.
  2. Leve os cotovelos para o teto, ao colocar as mãos no chão ao lado da cabeça.
  3. Mantenha os dedos apontando para os ombros.
  4. Certifique-se de que seus pés não sejam mais largos que seus quadris.
  5. Pressione em seus pés e ao expirar, levante o cóccix e as nádegas.
  6. Junte a energia dos joelhos e mantenha as coxas fortes.
  7. Pressione no interior de seus pés.
  8. Em seguida, pressione as mãos ao levantar a coroa da cabeça.
  9. Em seguida, pressione os quatro pontos no chão ao levantar a cabeça do chão e estique os braços.
  10. Deixe a sua cabeça para trás e libere qualquer tensão na garganta.
  11. Lentamente liberte a pose da mesma forma que você veio.
  12. Permita-se algum tempo para relaxar completamente o seu corpo.

Se essa postura for muito difícil ou causar alguma dor, não faça isso.

10. pose do cadáver

Embora essa postura possa não parecer difícil, na verdade pode ser um desafio permanecer imóvel por um longo período de tempo. Esta postura permite que seu corpo fique totalmente aberto e completamente apoiado.

  1. Deite-se de costas com os pés afastados na largura do quadril e os dedos dos pés estendidos para o lado.
  2. Estenda os braços para longe do corpo com as palmas voltadas para cima.
  3. Coloque sua cabeça, pescoço e coluna em uma linha.
  4. Permita-se relaxar completamente e liberar qualquer tensão no corpo.
  5. Caia pesado no chão enquanto você permite que sua respiração relaxe.
  6. Você pode querer dobrar os joelhos para apoiar a parte inferior das costas.
  7. Você pode colocar travesseiros sob seus joelhos para suporte adicional.

A postura do cadáver permite um relaxamento completo. É uma ótima maneira de relaxar e desestressar. Isso ajuda você a se tornar consciente de qualquer tensão que você está segurando em seu corpo. Mantenha sua consciência em sua respiração se movendo pelo seu corpo. Observe como seu corpo se sente. Você pode praticar por até 25 minutos. Você pode escolher fazer uma meditação guiada ou uma sessão de Yoga Nidra enquanto está deitado em uma postura de cadáver.

O takeaway

Adicionar algumas ou todas essas posturas de yoga à sua rotina pode ajudar a melhorar sua função tireoidiana. Faça o que for melhor em uma base diária. Tente fazer pelo menos um pouco de yoga todos os dias.

Essas poses podem levar você a descobrir novas variações e posturas que trazem mais benefícios. Sempre ouça seu corpo. Esteja ciente de como cada pose afeta você e, especialmente, a sua tireóide.