Trabalhando com um emprego de 9 a 5 e gerenciando suas dicas de psoríase para o sucesso

Trabalhando com um emprego de 9 a 5 e gerenciando suas dicas de psoríase para o sucesso

Trabalhar enquanto convive com a psoríase pode criar desafios. Se você trabalha em um típico emprego das 9 às 5 e tem psoríase, deve aprender a equilibrar as demandas de seu trabalho com as necessidades de sua condição. Não é uma questão simples, mas não é impossível. Você precisa comunicar suas necessidades, advogar por si mesmo e encontrar soluções para equilibrar o trabalho e manter seus sintomas sob controle.

Por estas razões, a psoríase pode tornar a sua vida profissional mais desafiadora:

  • Você tem uma condição auto-imune crônica que requer cuidados permanentes e vigilantes.
  • Sua condição pode causar lesões na pele que podem ser dolorosas e difíceis de manter privadas.
  • Você pode sentir dor relacionada à condição.
  • Seus tratamentos podem interferir em suas horas de trabalho.
  • Você pode precisar comparecer às consultas médicas disponíveis apenas durante o horário de trabalho.
  • Seu trabalho pode induzir hábitos e estresse não saudáveis, que pioram sua psoríase.

Esses desafios não precisam limitar seu sucesso profissional. Há muitas maneiras de ter sucesso tanto no local de trabalho quanto no gerenciamento da psoríase.

Psoríase e o local de trabalho

É possível trabalhar com psoríase, mas a condição afeta o trabalhador e o local de trabalho. Um estudo no European Journal of Dermatology descobriu que a psoríase pode levar a:

  • reforma antecipada
  • uso de licença médica
  • mudanças na ocupação
  • modificações no local de trabalho, muitas vezes para evitar a irritação da pele

Esses fatores não precisam entrar em sua maneira de ser um funcionário produtivo. Você precisa levar sua saúde a sério e encontrar maneiras de gerenciar sua condição e trabalhar com mais conforto. Aqui estão várias maneiras de maximizar sua vida profissional enquanto vive com psoríase:

Fale com seu chefe e colegas

Uma maneira simples de evitar confusão sobre sua condição e necessidades de saúde é estar aberto sobre sua psoríase. Encontre um momento apropriado para discutir sua psoríase com seu chefe e, em seguida, considere o compartilhamento de informações com seus colegas.

Alguns pontos que você pode querer compartilhar com seu chefe incluem:

  • como a psoríase afeta seu trabalho
  • quais dispositivos assistenciais você pode precisar, como equipamentos de informática ou uma cadeira de escritório especializada
  • Por que você pode precisar de um horário flexível para participar de consultas médicas?
  • onde você pode ir em seu espaço de trabalho para aplicar os tratamentos necessários, como cremes tópicos

Seus colegas podem se beneficiar de uma conversa sobre sua condição também. Compartilhar fatos diretos e responder perguntas pode ser útil para construir relacionamentos de compreensão em seu local de trabalho.

A comunicação sobre a psoríase não significa que você tenha que compartilhar tudo sobre a condição. A psoríase é um assunto pessoal e você pode optar por manter alguns detalhes particulares. Além disso, é aconselhável evitar o excesso de compartilhamento. Tente manter as informações que você discute relevantes para o seu local de trabalho.

Trabalhe com seu médico

Estabelecer um plano de tratamento saudável e gerenciável começa com o seu médico:

  • Certifique-se de que pode seguir o seu plano de tratamento acordado no seu trabalho das 9 às 5.
  • Fale com o consultório do seu médico sobre o agendamento de consultas em horários que acomodem seu horário de trabalho e seu médico.
  • Chame a atenção do seu médico para quaisquer dificuldades em aderir ao tratamento com base nas exigências e horas do seu trabalho.
  • Discuta maneiras de evitar os gatilhos da psoríase para evitar que sua condição se agrave.

Eduque-se

Viver com a psoríase exige que você aprenda sobre a condição, suas limitações e quais leis ou políticas podem protegê-lo no trabalho.

  • Entenda como a psoríase afeta seu corpo e aprenda como evitar gatilhos que pioram a condição. Estes podem incluir maus hábitos alimentares, falta de sono, falta de exercício, ou fumar e beber.
  • Descubra como você pode se comprometer com sua carga de trabalho sem sobrecarregar a si mesmo. O estresse é um fator significativo nas crises de psoríase, portanto, tente evitar situações que o causem.
  • Saiba mais sobre as políticas e leis que protegem você no local de trabalho caso surjam dificuldades com seu empregador ou condição.

Pratique o bom auto-cuidado

A maioria das pessoas se esforça para encontrar um bom equilíbrio entre trabalho e vida. Quando você tem psoríase, um equilíbrio entre trabalho e vida pessoal é ainda mais imperativo. Isso é porque você precisa manter hábitos saudáveis ​​para evitar que sua condição piore.

O autocuidado inclui dormir, nutrir e exercitar-se adequadamente. Certifique-se de manter suas horas de trabalho sob controle para que você possa manter rotinas saudáveis ​​em casa. Exercer regularmente requer uma boa gestão do tempo, bem como obter um sono adequado todas as noites.

Também é importante para você acompanhar sua saúde mental. Além do estresse que afeta a psoríase, a ansiedade e a depressão são mais prevalentes naqueles com a doença. Certifique-se de dar um passo para trás regularmente para avaliar como você está fazendo, e se você suspeitar que precisa de alguma ajuda, converse com seu médico.

O takeaway

A psoríase pode ser uma condição desafiadora quando se navega no local de trabalho, mas não deve tornar o trabalho impossível. Manter a comunicação aberta com seu chefe e colegas é o primeiro passo para criar um ambiente propício à sua condição.

Tenha em mente que você precisa priorizar sua saúde em primeiro lugar para evitar que sua condição piore e cause desafios ainda maiores no local de trabalho. Hábitos de vida saudáveis ​​também devem ser considerados no seu dia-a-dia. Manter uma dieta balanceada, fazer exercícios regularmente e encontrar tempo para descansar e dormir ajudará a sua psoríase a longo prazo.